• Equipe CG

A ANATOMIA DO VIOLINO

Para compreendermos melhor o funcionamento de qualquer instrumento, é importante conhecer a sua constituição física.

O violino é um instrumento de cordas friccionadas, e o mais agudo de sua família, composta pela viola erudita, violoncelo e contrabaixo acústico.


A seguir, conheça a anatomia do violino!




VOLUTA

A voluta é um ornamento constituído de madeira em formato espiral ou pergaminho, que decora uma das extremidades do violino.


CRAVELHAS

São quatro peças de madeira, onde as cordas do violino são fixadas. Cada cravelha é responsável por uma corda.

Também é por meio das cravelhas que o violinista afina seu instrumento. Elas ajustam a tensão das cordas, até chegar à vibração desejada para as notas.


CORDAS

Os violinos comuns contam com quatro cordas. Em afinação padrão, tocadas soltas, representam as respectivas notas: Sol, Ré, Lá e Mi.

As corda são feitas de aço cromado ou materiais sintéticos revestidos com uma fita metálica de alumínio, níquel ou prata.


CAVALETE

O cavalete é responsável por manter as cordas do violino distantes do seu corpo. Trata-se de uma peça delicada, com ranhuras para acomodar as cordas. Ele deve ser milimetricamente ajustado, para manter a precisão do som.

A principal função desta peça é transmitir as vibrações da corda para o corpo do violino.


PESTANA OU NUT

Ao final do espelho se encontra a pestana, uma peça que prende as cordas na extremidade do violino, oposta ao estandarte. A pestana pode ser produzida em diferentes materiais, como osso, madeira e plástico.


ESTANDARTE

O estandarte tem a função de prender as cordas no corpo do violino. É uma peça de madeira, com formato que se assemelha a um triângulo. O estandarte fica posicionado no tampo superior do instrumento.


MICRO AFINADORES

Além das cravelhas, o músico ainda pode contar com os microafinadores. Eles são pequenos parafusos de metal, fixados no estandarte, que permitem uma afinação mais precisa. Nem todos os violinos apresentam os microafinadores de fábrica, porém, eles podem ser comprados separadamente.


OUVIDOS, EFES OU ABERTURAS ACÚSTICAS EM F

São orifícios em formato semelhante ao da letra F, localizados no tampo superior do instrumento. Sua função é fazer com que a vibração produzida pelo atrito entre o arco e as cordas ressoe na parte interna do violino e, com isso, seja amplificada.


QUEIXEIRA

A queixeira é o local onde o violinista acomoda seu queixo. A peça, além de proteger a madeira do instrumento do contato com a pele, também permite mais conforto ao músico. Podem ser compostas por diversos materiais como madeira ou resina.


ESCALA OU ESPELHO

O espelho é a superfície onde o violinista posiciona os dedos da mão esquerda para a digitação das notas.

É feito em madeira preta resistente, preferencialmente em ébano, e com o ângulo precisamente ajustado.


BOTÃO

É uma peça pequena e circular, composta de ébano, no qual o estandarte é fixado por um grampo.


FERRAGEM GRAMPO BRAÇADEIRA

É um acessório que serve para unir a queixeira ao corpo do instrumento.



ARCO


É uma peça muito importante para o violino, sendo a parte que entra efetivamente em contato com as cordas.


Com aproximadamente 75 cm de comprimento, é composto de madeira e fios de crina de cavalo ou fios de nylon tensionados.

O arco do violino é como a respiração para os cantores ou instrumentistas de sopro. Os seus movimentos e sua articulação constituem a dicção dos sons das células rítmicas e melódicas.


Agora que você já conhece a composição desse instrumento, bora conhecer na prática?!


#música #violino #instrumento #partesdoviolino