• Empresas Guedes

MÚSICA: CLÁSSICA X POPULAR

Considerada a 1ª Arte, a música é a combinação de ritmo, melodia e harmonia, organizados sistematicamente, de forma agradável aos ouvidos.



“A musica exprime a mais alta filosofia em uma linguagem que a razão não compreende.” (Arthur Schopenhauer)


Todos os segmentos da música têm a sua importância cultural, ainda que sejam tão diferentes. As diferenças entre a Música Popular e a Música Erudita, também conhecida como Clássica, é uma questão bastante polêmica. Alguns apaixonados pela música erudita afirmam que o gênero é a arte verdadeira, enquanto que a música popular seria apenas uma forma de entretenimento. Entretanto, muitas peças que constituem a música popular têm um grande nível de complexidade, enquanto muitas outras da música erudita são bem simples.


A propósito, quais são suas reais diferenças? A grosso modo, o que as diferencia é a forma como são compostas.



A MÚSICA POPULAR



A Música Popular é aquela que está ao alcance das massas, da grande população, e se baseia nos costumes e tradições de um povo. Foi criada e executada de maneira mais intuitiva, sem o rigor profundo de regras ou conhecimento de música. Toca nas rádios, está vinculada constantemente em programas de televisão, cinema e internet, ajudando-a a se propagar, permitindo que milhões de pessoas ouçam determinada música ao mesmo tempo. Como o nome mesmo já sugere, é a música do povo. A música popular brasileira engloba o samba, a bossa nova, o rock, o forró, o sertanejo, entre outros estilos. Vale destacar, que a música folclórica também é um gênero musical diferente da música popular, pois engloba as canções tradicionais de um povo.



A MÚSICA CLÁSSICA



A Música Erudita é mais complexa, com exigência de estudos profundos para compor e interpretar, e não vem de tradições folclóricas ou populares, estando restrita a uma pequena parte da população. A música clássica tem como característica não abrir espaço para a improvisação, e ser focada na execução e desempenho de uma peça minuciosamente descrita em uma partitura. Enraizada nas tradições da música secular e litúrgica ocidental, que envolve um período amplo que vai aproximadamente do século IX até a contemporaneidade, seguindo cânones pré-estabelecido no decorrer da história. Ela não está inserida na maioria dos meios de comunicação e acaba por ficar afastada do grande público. Esse gênero de música se distingue pelo amplo uso de instrumentos musicais, de diferentes timbres e tonalidades, criando um som profundo e rico.

Os compositores mais famosos da música clássica são: Antônio Vivaldi, Johann Sebastian Bach, Wolfgang Amadeus Mozart e Ludwig van Beethoven, Franz Schubert, Frédérich Chopin, Richard Wagner, entre outros.


A música clássica e a popular podem transitar entre si, um exemplo disso, é o caso do “Trenzinho Caipira”, uma composição do maestro brasileiro Heitor Villa-Lobos, considerada uma música erudita por sua estrutura, mas com tema e arranjos que remetem à cultura popular.

Estilos musicais como o Jazz e o Blues, por exemplo, nasceram das populações negras americanas, e em pouco tempo se tornaram os ritmos da moda e foram difundidas na Europa pelas tropas americanas durante a Primeira Guerra Mundial.


No Brasil, na virada do século XX, compositores passaram a agregar ritmos estrangeiros de um modo muito particular, fazendo um cruzamento de diversas tendências como os ritmos africanos, o Tango argentino, a Guarania paraguaia, o Bolero, ritmos caribenhos e o Jazz, presentes até hoje na música popular brasileira.


Outro ponto importante a se considerar é quanto aos instrumentos. Uma guitarra, por exemplo, não é um instrumento tradicionalmente clássico, porém, pode reproduzir uma música erudita, assim como uma orquestra pode tocar composições populares e folclóricas.

A Música Erudita tem, hoje, sobretudo nos Estados Unidos e na Europa, um vasto público, altos investimentos, gravadoras e técnicos especializados, salas de espetáculo modernas, orquestras, corais e grupos de câmara estáveis, e regentes, solistas, professores e pesquisadores de alto nível. Muitos de seus artistas vivem com dignidade em suas carreiras. Alguns ganham tanto quanto um astro do Rock, Pop ou Sertanejo.


Não importa se é Clássica ou Popular, a música faz parte da vida humana tanto como arte, quanto uma forma de entretenimento.


#música #arte #músicaclássica #músicaerudita