• Equipe CG

CONHEÇA OS PRINCIPAIS ESTILOS DE DANÇA

A dança é a arte do movimento. É uma das manifestações artísticas mais populares do mundo representada por diversos estilos. Ela transmite valores culturais de um povo ou de uma época.




1 - DANÇA CONTEMPORÂNEA


Teve início nos EUA por volta dos anos 60, popularizando-se na década de 80.


Livre dos padrões estéticos clássicos, ela abrange uma variedade de ritmos, formas e performances. É uma dança abstrata e em constante transformação em que o bailarino é livre para construir as próprias coreografias, experimentar, improvisar e utilizar outros elementos artísticos como vídeo, fotografia, artes visuais e etc.


Reflete a busca pela consciência corporal e criatividade, utilizando como base do conceito da coreografia desde situações cotidianas até temas polêmicos, questionamentos e reflexões.



2 - STREET DANCE (DANÇA DE RUA)


Originou-se nos EUA nos anos 30 com artistas de cabarés desempregados na crise de 29, que faziam suas performances nas ruas. Na década de 70, o hip hop, movimento negro, integrou a dança de rua, fazendo surgir outras vertentes da street dance, como: breaking, locking, popping, social dances e o freestyle.



3 - DANÇA CLÁSSICA (BALLET)


Surgiu como um símbolo de status social no Renascimento e se consolidou no Romantismo (século XIX). Esse estilo exige maior rigidez e padronização dos gestos, no qual as bailarinas executam movimentos usando sapatilhas de ponta para dar a sensação de que estão flutuando. Uma das principais companhias de dança clássica no mundo atualmente é o Ballet Bolshoi, fundado em 1773 em Moscou, na Rússia.



4 - JAZZ DANCE


É uma dança técnica e descontraída, aeróbica e que trabalha os diversos músculos do corpo. Tem influência do Ballet Clássico e da Dança Moderna, com ritmo animado e movimentos mais soltos e rápidos.


Deu origem a outros estilos como o Street Jazz, Jazz Moderno e o Jazz Musical, também conhecido como Theater Dance, bastante usado em peças de teatro musical.



5 - DANÇA DE SALÃO


É o conjunto de diversos ritmos de dança realizados em casal e uma das mais praticadas na atualidade. Conhecida como “Dança Social”, possui origens distintas, desenvolvidas em diversas regiões do mundo. Entre os ritmos inseridos na Dança de Salão, estão:


• Bachata (República Dominicana);

• Bolero (Cuba);

• Cha cha cha (Cuba);

• Flamenco (Espanha);

• Forró (Brasil);

• Fox Trote (EUA);

• Jive (EUA);

• Lindy Hop (EUA);

• Maxixe (Brasil);

• Merengue (República Dominicana);

• Paso Doble (Espanha);

• Quickstep (EUA);

• Rumba (Cuba);

• Salsa (Porto Rico);

• Samba de Gafieira (Brasil);

• Samba Rock (Brasil);

• Sertanejo Universitário (Brasil);

• Soltinho (Brasil);

• Tango (Argentina);

• Valsa (Áustria e Alemanha);

• Vanera (Brasil);

• West Coat Swing (EUA);

• Zouk (Antilhas).



6 - DANÇA AFRICANA


Com origem em vários países do continente africano, está quase sempre associada a um contexto espiritual, especialmente as danças tradicionais, executadas ao som de tambores e outros instrumentos, como o Ahouach (sul da África), Guedra (Saara) e Schikatt (Marrocos).


Em meados dos anos 80 e 90 surgiram a Kizomba, o Zouk e o Kuduro, com ritmo rápido e vibrante que ficou conhecido no Brasil por volta de 2010. Inspirado nos golpes de Van Damme nos filmes, mistura a música eletrônica com elementos tradicionais angolanos.



7 - SAMBA


No Brasil, uma das manifestações culturais mais tradicionais é o samba, que une dança e música e mescla influência africana com elementos europeus.


Possui algumas vertentes com características próprias, mantendo a vivacidade e alegria: o samba de roda, o samba carnavalesco, o samba rock e o mais complexo, o samba de gafieira, que exige conhecimento técnico para executar as piruetas e grande sintonia com o parceiro.



8 - DANÇA DO VENTRE (BELLY DANCE)


Tradicionalmente feminina, a dança do ventre é uma dança oriental originada nas danças pélvicas milenares do Oriente Médio e Norte da África, relacionadas aos movimentos dos quadris em trabalhos de parto e rituais de fertilidade.


A dança sofreu modificações no Egito e se espalhou para outros países do mundo árabe. Ela exibe movimentos redondos, oitos de quadril, ondulações pélvicas, peito e braços, shimmies (vibrações) e acessórios como véus, espadas e said (bastão com formato de bengala).


Entre suas vertentes estão o Tribal Fusion e o ATS (American Tribal Style).



9 - DANÇA CLÁSSICA INDIANA (ODISSI)


O estilo Odissi surgiu no estado de Orissa, Índia, em meados do século II a.C e era atribuída a eventos espirituais em espetáculos de longa duração. Posteriormente foi reelaborada e chegou até a capital Déli, passando a ser reconhecida na década de 50.


Todos os gestos possuem significados. São usados mudras, posicionamentos de mãos bastante simbólicos. Os movimentos corporais executados sugerem formas geométricas, como quadrados e triângulos, além de formatos em “s”. O figurino é composto pelo sári (vestimenta típica), joias e maquiagem marcante. Os dedos das mãos e a sola dos pés são pintados de vermelho para destacar os mudras e a movimentação dos pés.



10 - SAPATEADO


O sapateado não é apenas uma dança visual, mas também sonora.


O seu diferencial são os sapatos com chapas de metal acopladas para emitir sons quando entram em contato com o solo.


Além de trabalhar a coordenação motora dos dançarinos, esse estilo de dança também é benéfico para melhorar a percepção musical, incentivar a criatividade e desenvolver a consciência corporal. No caso de coreografias em dupla ou em grupo, a sincronia dos movimentos é essencial para uma boa performance.



11 - ZUMBA


Nos últimos anos, esse estilo vem dominando as academias, os canais do YouTube e as escolas de dança.


Ao som de ritmos latinos, as aulas de Zumba trabalham intensamente a parte aeróbica, o condicionamento físico e a coordenação. Os movimentos também são inspirados em danças tipicamente latinas, como salsa, merengue e reggaeton.



12 - STILETTO


Se você sempre quis aprender a dançar como Beyoncé, Britney Spears, Rihanna e outras cantoras do pop, precisa conhecer o Stiletto!


Conhecido como “a dança das divas da música Pop”, esse estilo é praticado com salto alto e, apesar de ser bem diferente da dança do ventre e do flamenco, tem um ponto importante em comum: a sensualidade.


A modalidade tem feito tanto sucesso que hoje várias academias já oferecem aulas de Stiletto para quem procura uma atividade física divertida e que trabalha a feminilidade.


Além de fortalecer os músculos e melhorar o equilíbrio, os dançarinos também trabalham a autoestima e a confiança ao ritmo de jazz, hip hop e pop.


Gostou? Estamos com inscrições abertas para as aulas de Ritmos. VEM!


#dança #ritmos #dançacontemporânea #streetdance #dançaclássica #jazzdance #dançadesalão #dançaafricana #samba #dançadoventre #dançaclássicaindiana #sapateado #stiletto #zumba